Sobre o drama imposto de Guimarães

537

O Movimento Nacional de Enfermeiros (MNEnf), vem manifestar total solidariedade com os colegas EESMO, particularmente pelos que têm sido afetados com perda de rendimentos, na luta por uma causa justa e digna, relativa à nossa profissão.

É ilegítimo que tenham sido marcadas faltas injustificadas a estes colegas. Os profissionais em causa, não se eximiram de desempenhar as funções para as quais foram contratados.

É imoral que um hospital, tutelado pelo Ministério da Saúde, tenha autonomia para deliberar uma posição tão danosa e com repercussões graves sobre os profissionais em questão.

É ilegal que se aplique uma pena, sem que previamente ter existido uma decisão judicial.

Consideramos que esta não é uma luta apenas dos EESMO, mas sim uma subjugação de toda uma classe; uma desconsideração por parte da tutela pelo grupo mais representativo do SNS.

Não foram cumpridas promessas por parte do Ministério da Saúde.

Os vários Governos há décadas que nos ignoram!

Dadas estas premissas, o MNEnf, em conformidade com os milhares de aderentes e colaboradores que em nós depositam confiança, considera premente que se atue de uma forma articulada e massiva. Assim, TODOS, enquanto enfermeiros, devemos:

1 – Individualmente ou em grupo, contactar/alertar os sindicatos a que estão afectos para esta quebra de confiança e solicitar, de imediato, que se decrete uma greve por tempo indeterminado.

2 – Mantermo-nos alerta e disponíveis para demonstrar o nosso descontentamento nas ruas, em prol da dignidade dos colegas lesados e, por conseguinte, dos enfermeiros (um por todos e todos pela Enfermagem).

3 – Apelarmos à união! O nosso foco é motivar os colegas abnegados e trazê-los para a luta! O nosso foco é pressionar o Ministério da Saúde para que nos trate como profissionais, incontestavelmente indispensáveis, com dignidade, respeito e justiça que nos assistem!

4 – Unirmo-nos em torno de medidas legais, que mostrem o nosso descontentamento, por um lado e, ao mesmo tempo, pressionem o Ministério da Saúde. Para isso recomendamos que nos recusemos a fazer mais horas do que as legalmente impostas!

BASTA!!!

Somos trabalhadores qualificados!

Chega de colocar nas nossas mãos a responsabilidade que é dos Conselhos de Administração!

Leiam a medida descrita abaixo, com parecer positivo da Ordem dos Enfermeiros.

Lutem pela dignidade da profissão!

LINK – https://movenf.pt/2017/10/29/implementacao-medidas-protesto/

Newsletter do MNEnf

Assina a nossa Newsletter e recebe as novidades e notificações no teu mail.

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Newsletter do MNEnf

Assina a nossa Newsletter e recebe as novidades e notificações no teu mail.

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.

Newsletter do MNEnf

Assina a nossa Newsletter e recebe as novidades e notificações no teu mail.

Obrigado por assinares. Se não receberes o mail de confirmação verifica a caixa de Spam!

Something went wrong.